Olá Pessoal!

Enquanto a Microsoft disponibilizava o IE9 Beta, o time de desenvolvimento do IE9 marcava alguns pontos significantes na telemetria do novo browser, que já era considerado um avanço extraordinário pela empresa. Em apenas duas semanas após o lançamento da versão beta, o IE9 foi executado em quase todo o tipo de GPU de notebook e PCs ao redor do mundo.

O trabalho foi feito da seguinte forma. Foi medido o uso da GPU através do opt-in de telemetria de um vasto número de sistemas que realizaram o download da versão beta, baseado no identificador de cada GPU. Depois de liberado Internet Explorer Beta 9, o número de identificadores únicos rapidamente cresceu para mais de 600. Até o final de 2010, tinha atingido 700. Note que estes números representam apenas as identificações de dispositivo exclusivo, o número total de combinações únicas de driver de dispositivo é na casa dos milhares, devido ao ecossistema de hardware muito diferente que o Windows oferece.

O IE9 é “Fully Hardware Accelerated” o que significa que a maioria das GPUs modernas são capazes de suportá-lo. No entanto, existe um percentual relativamente pequeno de GPUs, geralmente mais antigos, dispositivos com o XP e Vista, que ainda utilizam a renderização por software de alta performance do DirectX, conhecido como o Advanced Windows Rasterization Platform (WARP), uma biblioteca de renderização rápida que torna mais rápido do que o famoso subsistema GDI+ usado no Internet Explorer 8 e muito conhecido pelos desenvolvedores .NET. Para alternar para o modo de software, foi levantado uma lista de GPUs e versões de arquivos de driver com problemas conhecidos. Existe uma opção na guia Tools > Internet Options > Advanced que permite você definir se deseja utilizar o IE9 com renderização via GPU ou renderização por software.

Foi medido também o grau de compatibilidade Web através de diversos mecanismos.

O Feedback dos Clientes: Acima de tudo, ouvir e agir no feedback da comunidade. Com 33 milhões de downloads do beta, os usuários registaram mais de 23.000 erros. Isso é mais de seis vezes a quantidade de feedback que foi recebida em versões anteriores.

Teste Profissional: Foi testado milhares de sites de alto tráfego em uma base regular. Estes sites são populares entre os usuários e importante para a vida cotidiana em todo o mundo.

Telemetria: Através de centenas de bilhões de sessões de navegação, foram recolhidos dados de telemetria, quando os usuários clicavam no botão “Ver Compatibilidade”. Esses dados foram cruciais para determinar quais sites deveriam ser adicionados na lista e serem testados em larga escala.

Depois de superar as expectativas que só foram possíveis, após o lançamento do Beta, a Microsoft continua trabalhando junto aos fabricantes de GPU e de computadores para obterem drivers mais atualizados e disponibilizarem para os seus clientes.

Foi projetado e construído a partir do zero para HTML5Windows, com o objetivo de entregar á maioria dos usuários a experiência do HTML5 e a melhor experiência Web no Windows. O IE10, anunciado oficialmente nesta semana, continua no caminho do IE9, diretamente usando o potencial do Windows e evitando abstrações, camadas e bibliotecas que prejudicam a sua experiência na Web.

Faça você mesmo, os testes de performance no IE9:

Velocidade: http://ie.microsoft.com/testdrive/Performance/Paintball/Default.html

HTML5: http://ie.microsoft.com/testdrive/HTML5/Griddle/Default.html#popular

Gráficos: http://ie.microsoft.com/testdrive/Graphics/CSSGradientBackgroundMaker/Default.html

Browser: http://ie.microsoft.com/testdrive/Browser/WhatPeopleAreSaying/Default.html

Com informações do Blog Oficial da Microsoft

Sugestões são bem vindas, principalmente sobre tópicos que vocês gostariam de saber mais.

Um forte abraço pessoal,

Júlio César Cosmo

Anúncios